Total de visualizações

O Atendimento Psicopedagógico

O Atendimento Psicopedagógico

Quem ensina e quem aprende:

Quem ensina e quem aprende:

30 de maio de 2015

Estratégias na sala de aula para crianças Déficit de atenção ou TDAH






1-      Incrementar a imediata correlação entre prêmios e consequências.
2-      Quando não se comporta adequadamente na sala de aula, recomenda-se que se dê um tempo para meditar sobre o que fez (time out).
3-      Aconselha-se supervisão nos recreios e horários livres.
4-      Tentar evitar críticas e “sermões”. É preferível chamar-lhe a atenção de uma forma prudente e calma quando ela não tiver se comportando corretamente.
Déficit de atenção
5-      Reforçar seu comportamento positivo com cumprimentos, reconhecimentos, etc.
6-      Sentá-la próximo da professora ou de algum colega que possa ser visto como um líder positivo.
7-      Firmar um “contrato de comportamento positivo” com ela, incluindo aquelas condutas que estão ao seu alcance.
8-      Motiva-la quando consegue reprimir um impulso, por exemplo, na sala de aula, quando consegue levantar a mão para responder ao invés de responder impulsivamente.
9-      Orientar a atenção da criança que tem Déficit de atenção para a tarefa que será iniciada. É importante ajuda-la a descobrir e selecionar a informação mais importante, organizá-la e sistematizá-la.
10-  É necessário dar a ela regras consistentes sobre o que deve fazer; as instruções devem ser parceladas. Em alguns casos é conveniente enumerar as instruções para que seja mais fácil para elas segui-las.
11-  As rotinas de trabalho devem ser claras. Devem ser evitadas, na medida do possível, variações imprevistas.
12-  Não é conveniente fazer atividades com limites de tempo. Isto pode favorecer condutas impulsivas.
13-  Permitir um tempo extra para completar seus trabalhos.
14-  Encurtar períodos de trabalho de modo a coincidirem com seus períodos de atenção.
15-  Dividir os trabalhos que lhes sejam dados em partes menores de modo que elas possam completá-los.
16-  Entregar os trabalhos um de cada vez.
17-  Reduzir a quantidade de deveres de casa.
18-  Dar instruções tanto orais como escritas.
19-  Estabelecer sinais secretos entre a criança e o professor para poder fazê-lo notar quando está começando a se distrair.
Déficit de atenção
20-  É importante que estas crianças que têm Déficit de atenção ou TDAH estejam em ambientes de trabalho motivadores, com tarefas que sejam significativas para elas. Deve-se atrair o seu interesse e apresentar a ela tarefas que sejam desafiantes. Existia a crença que seria conveniente que crianças com Déficit de atenção ou TDAH estivessem em ambientes de trabalhos com poucos estímulos porque tudo lhes chamava a atenção; no entanto, agora se sabe que é importante proporcionar-lhes uma estimulação adequada, num ambiente que seja estimulante para estas crianças.

FONTE:http://www.ganhesempremais.com.br/psicopedagogia/20-estrategias-escolares-para-criancas-com-deficit-de-atencao-ou-tdah/