Total de visualizações

O Atendimento Psicopedagógico

O Atendimento Psicopedagógico

Quem ensina e quem aprende:

Quem ensina e quem aprende:

26 de agosto de 2014

Projeto Mario Quintana-Educação Infantil-Jardim B



Tema

Livros e poesias  do poeta Mário Quintana.
Idade
            Este projeto foi feito e executado no  Nível 4-Jardim B.
Objetivo geral
  • Conhecer e familiarizar-se com as obras do poeta Mario Quintana, tendo acesso a diversos poemas e histórias de sua autoria, desenvolvendo-se integralmente a partir da exploração das diferentes áreas do conhecimento.
Objetivos específicos
Linguagem
  • 1- Escutar e conhecer os poemas do autor distinguindo-os de outros gêneros Literários.
  • 2- Participar da contação do livro O Batalhão das Letras ativamente, expressando-se oralmente sobre os temas propostos nos versos de cada letra.
  • 3- Conhecer e identificar algumas rimas encontradas no livro O Batalhão das Letras e no Livro Pé de Pilão.
  • 4- Utilizar a escrita convencional para registrar as rimas das gravuras.
  • 5- Identificar as letras que compõem o livro O Batalhão das Letras, fazendo a correspondência destas com as encontradas no início do nome de cada criança da turma.
  • 6- Registrar graficamente, utilizando-se de desenhos ou letras, para representar o poema sorteado, do dia.
  • 7- Identificar o que é uma rima e a partir de gravuras reproduzi-las.
  • 8- Participar ativamente da contação da história do livro Pé de Pilão, expressando-se oralmente sobre a apresentação cronológica de aparecimento dos fatos e personagens.
  • 9- Criar um versinho utilizando a rima e a  primeira letra do seu nome.
  • 10- Saber falar e ouvir, na rodinha, manifestando sentimentos, aprendizagens, curiosidades e descobertas. Expressando-se oralmente sobre o que aprenderam a respeito do poeta Mário Quintana e o que ainda querem saber.
  • 11- Conhecer e identificar diferentes gêneros literários. Diferenciar uma reportagem sobre a Semana Farroupilha de uma poesia de Mário Quintana.
  • 12- Escutar e conhecer os poemas do autor, recitando–os individualmente e coletivamente.
  • 13- Participar da Hora do Conto, com o livro Quem é o Negrinho do Pastoreio, de Ângela Finzetto.
  • 14- Familiarizar-se com a escrita e sua função, listando coletivamente e r individualmente os personagens ou objetos, correspondentes a  cada letra do livro O Batalhão das Letras.
  • 15- Ampliar a capacidade de memorização recitando o poema sorteado do dia, todo ou parte deste.
Música
  • 1- Escutar, conhecer e cantar o poema musicado Auto-retrato, do Cd Quintanares e Cantares.
  • 2- Musicar o verso da letra (X), tirado do livro O Batalhão das Letras, utilizando instrumentos musicais.
  • 3- Cantar a letra da música Família, dos Titãs acompanhando o CD.
  • 4- Musicar e acompanhar com palmas, dois versos retirados do livro O Batalhão das letras.
  • 5- Participar da roda cantada, cantando e dançando músicas conhecidas da turma e outras tais como: Fui na Loja do Mestre André, Xote Carreirinha, Caranguejo não é Peixe.
Matemática
  • 1-Fazer a correspondência do número com a quantidade até 20, jogando o jogo do Bingo.
  • 2- Ter contato com situações que contemplem noções espaciais, temporais, de capacidade e de medida. Confeccionando massinha de modelar caseira.
  • 3- Aprender a comparar quantidades, comparando a quantidade de palavras de um poema com outro poema, desenvolver a capacidade de argumentação em grupo.
  • 4- Identificar o calendário do mês, reconhecer os dias da semana que estão na escola e quantificar os dias que estive na turma. Sorteando um poema do Mário Quintana para cada dia.
  • 5- Quantificar os dias do calendário do mês, a partir da contagem de quantos poemas foram lidos e ainda quantos  faltavam.
  • 6- Identificar o dia da semana, e o mês, situando-se no todo com o auxílio do calendário anual.
Artes
·         1- Criar  os personagens  para montar o batalhão do jardim 2, com sucata colagem e desenho.
·         2- Trabalhar com a poesia do autor, memorizando-a e  representando-a, através do desenho e da escrita.
·         3- Reproduzir com tinta tempera o que viram e ouviram na história do Negrinho do Pastoreio e ou da lenda do chimarrão.
·         4- Estimular a criatividade e trabalhar em equipe reproduzindo coletivamente um poema, através do desenho, da colagem ou da escrita.
·         5- Representar seu autorretrato utilizando material gráfico; lápis grafite e giz de cera, a partir da foto trazida de casa.
·         6- Representar, utilizando material artístico; recorte e colagem, o que achavam que era uma família, em duplas ou trios.
·         7- Produzir com sucata um móbile do Livro O Batalão das Letras, usando rolinho de papel higiênico e plasticor.
·         8- Reproduzir com massinha de modelar caseira os personagens ou objetos do livro Pé de Pilão.
Sociedade
  • 1- Jogar o jogo do Bingo dos numerais em duplas.
  • 2- Conhecer e identificar a Lenda do Negrinho do Pastoreio, como uma lenda do nosso Folclore Gaúcho, durante a semana Farroupilha.
  • 3- Conhecer e identificar diferentes gêneros literários tendo acesso a vários portadores de texto que falam da Semana Farroupilha.
  • 4- Saber falar e ouvir, na rodinha, manifestando-se sobre as reportagens encontradas sobre o gaúcho, Semana Farroupilha, em diferentes portadores de texto.
  • 5- Criar regras para o jogo Dominó das metades, registrando-as coletivamente e individualmente se  utilizando da escrita convencional.
  • 6-Jogar o Dominó das metades seguindo as regras criadas pelo grupo, identificando a metade correspondente.
  • 7- Escutar  e identificar o que a música, Família, dos Titãs fala sobre como é formada e o que faz uma família.
  • 8-Produzir em duplas ou trios, combinando o que pensam sobre família, para representar com material artístico.
      Natureza
  • 1- Confeccionar massinha de modelar caseira em grande grupo.
  • 2- Identificar os ingredientes utilizados na massinha caseira, conhecendo a reação/transformação química causada pela mistura destes.
      Movimento
  • 1- Explorar diferentes formas de movimento, utilizando membros superiores e inferiores, reconhecendo o limite do próprio corpo. Através do recurso pneu.
  • 2- Fazer movimentos que explorem a lateralidade, utilizando o pneu a partir de ordens dadas.

Conteúdos

  • Identificação cronológica data/tempo, utilizando o calendário;
  • Quantificação dos numerais até 20, dos dias que estive na turma;
  • Oralidade, na recontação das histórias, nas conversas da rodinha, em expor o tema dos poemas;
  • Expressão artística através do recorte/ colagem, do uso da tinta e demais materiais;
  • Expressão gráfica, através do desenho e da escrita, representando e criando hipóteses de como se usa a lecto-escrita
  • Identificação dos gêneros literários, comparando poemas, histórias e reportagens.
  • Conhecimento da Lenda Folclórica, Negrinho do Pastoreio.
  • Identificação da Semana Farroupilha.
  • Psicomotricidade ampla, através da atividade com o corpo e o balão;
  • Memorização dos versos e poemas do autor;
  • Identificação das letras do alfabeto e objetos ou personagens, no livro Batalhão das Letras;
  • Contato com a lecto-escrita de forma convencional;
  • Musicalidade, cantar músicas conhecidas ou não e sonorizar versos do autor;
  • Conhecimento matemático, do inteiro e da metade a partir do jogo do dominó;
  • Lateralidade a partir de movimentos feitos com o recurso do pneu;
  • Desenvolvimento motor; fino e amplo;
  • Expressão gráfica e artística.
  • Trabalhar em equipe, a partir de combinações.
  • Identificação da rima nos poemas e histórias do autor;
  • Criação de versos com rima;
  • Mistura de ingredientes e transformação química, na confecção da massinha de modelar;
  • Representação artística, criação dos personagens ou objetos, com massinha de modelar.
Índice
O índice foi construído na rodinha a partir das ideias levantadas com as crianças  sobre o que elas queriam saber sobre Mário Quintana, sobre suas obras. Como o projeto já estava em andamento, citaram várias obras do autor que conheciam e queriam ver de novo, mas deram destaque especial para  o Livro O Batalhão das Letras e o Pé de Pilão. Pediram para ver fotos do autor. Tudo foi registrado coletivamente na rodinha em papel pardo  e colado na parede da sala.
Desenvolvimento
Como o projeto do Mário Quintana já estava acontecendo procurei levar atividades que desenvolvessem as diferentes áreas do conhecimento e instigassem novas descobertas sobre o assunto. Dei mais enfoque ao  livro O Batalhão das Letras, pois ainda não haviam trabalhado com este, também algumas atividades que referiam-se ao livro Pé de Pilão e   alguns poemas de outras obras do autor.
Levei para sala uma caixinha com dez poemas enroladinhos, um para cada dia que estive na turma. Sorteávamos um poema em cada dia e fazíamos exploração oral sobre o calendário semanas, mensal e anual.
A fantasia e a imaginação foram questões fundamentais, que perpassarão por todos os momentos, livres e dirigidos.
A literatura infantil com histórias que envolviam o tema ou não nos propiciaram momentos prazerosos e o contado com diferentes  formas de leitura e escrita. Dando desta forma suporte e sendo a base para o desenvolvimento de muitas atividades. Atividades estas que abrangeram as diferentes áreas do conhecimento e que  reafirmaram ainda mais o desenvolvimento da autonomia.
Os poemas do autor nos deram suporte para desenvolver e expressar as diferentes linguagens, através da música, do teatro, da escrita, do movimento, etc.
Fazendo um gancho entre a Semana Farroupilha e o Folclore trabalharmos com a lenda do Negrinho do Pastoreio, costumes, vestimentas e músicas do gaúcho, que representam nosso folclore. Participamos das atividades propostas para esta semana e para festa da Família.           

Recursos

·         Histórias com materiais coloridos e atraentes;
·         Livro o Batalhão das Letras e o livro Pé de Pilão
·         Jogo da memória;
·         Giz de cera;
·         Papel pardo;
·         Diversos materiais gráficos;
·         Folha tamanho ofício;
·         Jogo do Bingo;
·         Papel colorido;
·         Cola e outros materiais artísticos; como tinta e cola colorida;
·         Pneu;
·         CD de poemas musicados do Mario Quintana.
·         Instrumentos musicais e outros...

Avaliação

 A avaliação foi feita diariamente, ao final de cada dia. Refletia sobre as aprendizagens e dificuldades apresentadas, para propor alterações necessárias para o próximo dia. Levando em consideração a motivação e o envolvimento das crianças no tema do projeto e as aprendizagens conquistadas.   Tinha como base para esta reflexão/avaliação, as produções das crianças, em grupo e individual, e o acompanhamento do desenvolvimento das aprendizagens adquiridas.
O projeto foi flexível e sujeito a muitas alterações e em diferentes momentos. O índice montado a partir da conversa com as crianças deu uma melhor definição para a proposta inicial.
Referências
BONAMIGO, Elza Maria de Rezende (org). Como ajudar a criança no seu desenvolvimento. Sugestões de atividades para a faixa de 0 a 5 anos. Ed da Universidade, UFRGS, POA; 1992.
BRASIL. Ministério da Educação e do Esporto. Secretaria de educação Fundamental. Referencial curricular para a Educação Infantil. V.3. Brasília; MEC/SEF. 1998.
FINZETTO, Ângela. Quem é o Negrinho do Pastoreio. Brasileitura.
HERNÁNDEZ, Fernando e VENTURA Montserrat. A organização do currículo por projetos de trabalho: o conhecimento é um caleidoscópio: POA: ARTEMED, 1998.
QUINTANA, Mario. O Batalhão das Letras. 3ª edição. Editora Globo. RJ:1985
_______________ Pé de Pilão. 10ª edição. L & PM. POA: 1992.
TREVISAN, Armindo, RUAS, TABAJARA. Mario. Porto Alegre; 1998