Total de visualizações

O Atendimento Psicopedagógico

O Atendimento Psicopedagógico

Quem ensina e quem aprende:

Quem ensina e quem aprende:

4 de agosto de 2014

ENEM-Dicas sobre CONCENTRAÇÃO, EQUILÍBRIO EMOCIONAL, ANSIEDADE,RELAXAMENTO, O QUE EVITAR NA VÉSPERA DA PROVA.


Veja a seguir o que merece um cuidado especial do estudante neste período pré-prova:
Concentração
Trabalhar a concentração é tarefa que começa antes da hora da prova. De acordo com o psicólogo especialista em cognição humana, Fernando Elias José, existem três tipos de exercícios que colaboram para aumentar a concentração do aluno para a prova. "São eles: os exercícios físicos, os de respiração e os exercícios simulados, semelhantes aos que são aplicados na prova", cita.


Segundo o psicólogo, para exercitar a respiração corretamente, é preciso puxar o ar pelo nariz e soltar pela boca e respirar mais devagar. Isso ajuda a pessoa a baixar o nível dos seus hormônios, fazendo com que ela raciocine melhor e se concentre mais. Exercícios físicos cooperam para um aumento da atividade cerebral, e, consequentemente, da concentração. Por último, responder a questões similares às da prova auxilia o candidato a se concentrar de maneira semelhante a que ele vai precisar na hora do exame.
Equilíbrio emocional
Todo o nervosismo que acompanha cada candidato, seja em maior ou menor intensidade, pode acarretar em um desequilíbrio emocional. "Essa situação ocorre devido a dois pontos: expectativa errada e alteração da rotina", explica o psiquiatra e professor de química do Anglo de São Paulo, Celso Lopes.


O primeiro caso é caracterizado por aqueles alunos que acreditam chegar na prova e conseguir resolver tudo, o que pode gerar frustração. Lopes tranquiliza os estudantes: "Se a cada quatro questões ele não souber como resolver uma, está tudo ok, é perfeitamente normal".
O segundo caso é relacionado a alterações no cotidiano do estudante, em virtude de se preparar para a prova. "Quem estuda demais, privando o corpo de necessidades fisiológicas, como o sono, por exemplo, sofre mais com o aumento de nervosismo e irritabilidade, que acabam resultando em um desequilíbrio emocional tanto antes como durante a prova", conclui Lopes.Se durante a prova o estudante sentir-se, por algum motivo, muito agitado ou frustrado por não conseguir resolver algumas questões, uma breve pausa para espairecer é o melhor remédio. "É melhor perder dois ou três minutos relaxando do que comprometer a prova inteira", diz Lopes.
Ansiedade
A ansiedade é uma característica biológica do ser humano, presente em situações que antecedem algum tipo de perigo, seja ele real ou imaginário. É natural que muitos estudantes sintam um desconforto antes do Enem, em virtude da importância que o resultado na prova possa vir a representar, mas é crucial lidar com a ansiedade de maneira adequada. "Não dá para ter aquele pensamento clichê de que 'o aluno não pode ser nada ansioso'. A ansiedade é muita bem vinda até certo nível. Ele só precisa saber quando é que a ansiedade começa a atrapalhá-lo", atesta Elias. Segundo Lopes, "existe uma sigla de origem militar chamada PAON (pare, alimente-se, oriente-se e navegue) que é útil nesses momentos. Quando o aluno se encontra em uma situação de muita aflição durante a prova, é importante parar, respirar, comer uma barrinha de cereal, beber água ou ir ao banheiro e só depois voltar à prova", recomenda.
Relaxamento
O relaxamento colabora para manter o cérebro do aluno disposto para mais um dia de estudos ou provas. Não se trata de deixar de estudar ou priorizar momentos de lazer, mas sim na conciliação de ambos para uma rotina saudável. "Ter momentos de lazer, se divertindo com pessoas que sejam importantes na vida dele, contribui para o estudante não se estressar tanto e reduz a ansiedade pré-prova", conclui Elias.
O que evitar na véspera da prova
- Bebidas alcóolicas
- Mudanças bruscas na alimentação
- Alteração na rotina de sono
- Uso de medicamentos para aumentar a capacidade de memorização
- Sessões de estudo muito longas

Fonte: http://noticias.terra.com.br